OpenSpaces

Imagina poder construir o evento com quem está presente nele? E fugir de agendas rígidas só com monólogos? Quando estou em eventos palestrando, costumo ficar fora das salas de palestra, fazendo a conversa do corredor acontecer ou buscando espaços de roda para trocar ideia. Costumo buscar pessoas para poder operar como mentor ou receber mentoriaContinue a ler “OpenSpaces”

Fishbowl ou aquário para trabalhar conhecimento emergente

Eu posso deter todo o conhecimento sobre um determinado assunto. Meu próximo passo é sempre me tornar inútil no mesmo. Isso acontece de algumas formas, aulas estilo monólogo, entrevistas, painéis, conversas que possam ajudar pessoas terem um espaço de reflexão e conhecimento de outras histórias. Agora, eu gosto mesmo é poder usar uma palestra comoContinue a ler “Fishbowl ou aquário para trabalhar conhecimento emergente”

Como você aprende?

A gente pode se preocupar muito com estruturas de ensino. E eu me pego fazendo análises e perguntas quando estou facilitando turmas de treinamento e pensando em com posso ensinar diferentes assuntos para quem está comigo. Perguntas, diagramas, falas, espaços para troca de ideias, uso do chat, boards abertos para escrita de ideias?  Todas sãoContinue a ler “Como você aprende?”

Somente o necessário! (ou… ninguém espera a inquisição espanhola)

O cliente quer ser surpreendido? Não. Eu garanto. Ele não quer ser surpreendido. Ele só quer o que ele pediu. Um cliente quer apenas viver a experiência que é apresentada para ele. Nada extra. Simples assim. 🙂 Mas e o wow service?

Cenários que você não quer deixar seu usuário experimentar

Normalmente quando um sistema é desenvolvido ele acaba ficando cheio de dados de teste, e normalmente quando se resolve colocar o sistema em produção, se descobre uma série de configurações que deveriam estar feitas para o sistema funcionar sozinho. Nos deparamos com uma série de cenários “diferentes” afinal não estávamos preparados para um usuário novo,Continue a ler “Cenários que você não quer deixar seu usuário experimentar”