Estação de trabalho? Mantenha a liberdade!

Estava lendo uma matéria e nela um executivo falava a respeito da sua mesa de trabalho. Ele tinha (1) uma pequena biblioteca de livros em um canto da sala, (2) alguns porta retratos, (3) um painel motivacional na sala, (4) equipamentos que apoiavam o seu trabalho como notebook e smartphone, (5) um caderno para anotações e (6) uma folhagem para ter um verde apoiando o escritório e “dando vida”.

Ao comparar a mesa de trabalho dele com o jeito que eu trabalho, achei engraçado, e isto vem um pouco no quanto o profissional de hoje procura mobilidade. Senão vejamos:

Continue a ler “Estação de trabalho? Mantenha a liberdade!”

Contratar deve ser “cool”?

** Update de 17/abril/2013, atualizando URLs do ttlabs para o umovme.cc.

A resposta é sim! Sua proposta de contratação deve mostrar quem é sua empresa. E deve chamar a atenção das pessoas, para que elas leiam, se candidatem ou repassem aos amigos, conseguindo outras indicações.

Alguns amigos tem lançado campanhas legais de contratação na internet. Vou citar dois casos.

Primeiro da galera da Intacto, de Brasilia. Legal a brincadeira do “Add New Member”.

O outro exemplo legal foi do pessoal do mailee.me, fazendo comparação da empresa com uma “acme”.

Recentemente fiz no umovme.cc um post sobre uma forma de contratação, usando  um gráfico para entender o perfil profissional que se busca, baseado em dica que vi no site do Steve Blank. Achei uma estratégia legal.

Ainda falando em contratações, para mostrar como trabalhar na Trevisan Tecnologia pode ser cool, a galera da Trevisan Tecnologia se reuniu e fez um podcast falando sobre contratações.

Então sim, contratar deve ser cool! Só um lembrete, importante… você deve retratar a sua real realidade. Melhor se as pessoas que trabalham com você forem as responsáveis por relatar e retratar isto para o mercado. E não uma ação do marketing. #ficadica

Então você quer aprender REST?

Mando alguns resources. 🙂

Conceitos de REST?
Importante ler sobre o material de Roy Fielding. E olhar o material sobre REST da Wikipedia.

Outro artigo é o que saiu na InfoQ. Tem tradução na InfoQ Brasil.

Livro?

Indico o Rest in Practice, do Jim Webber.

Exemplos de API para trabalhar com o REST? As APIs listadas abaixo são em alguns casos baseadas nos conceitos de REST, mas já vão ajudar em muito.

Ferramentas para trabalhar?

Vou indicar apenas duas:

  • Restfulie – projeto liderado pela galera da Caelum, que vale apena ser observado, seguido e apoiado.
  • Jersey – API Java muito consistente para fazer trabalhos com REST.

 

uMov.me – 1 year after public launch

Since May of 2009 I’m playing as CIO / CTO for Trevisan Tecnologia, a mobile development company located in the south of Brazil.

My mission here is to create a new culture and help grow the company teams to enable the creation of new products. When I say culture I mean creating a Learning culture based on Lean and Agile practices. Our team is growing a lot and will keep growing. When I say new products, I’m saying Lean Startup style.

Today is a great day. uMov.me is completing 1 year after public release. uMov.me is a mobile platform that enables companies to deliver quality corporate mobile apps faster to the market. It’s simple, fast to develop, and you can find what you need to develop corporate mobile applications.

The good thing is to look back and see amazing things our team done, not only technically but also looking at the product itself. I’m proud to be part of this team.

We have published an infographic telling a bit of the story of this past year.

uMov.me infographic

Revendo 2011: é dia de Java, Java One Latin America e RSJUG de volta!

Então, dias 26 e 27 de agosto ocorreu o É dia de Java 2011, evento realizado na UFSCar junto com a galera do SouJava. Eu tive duas participações no evento, primeiro fazendo o workshop “Da visão a Produção” na sexta-feira a noite. Depois do workshop fui fazer um lanche com Fabio Velloso, Wagner Santos e Dalton Stoqui, e infelizmente foi a primeira vez que eu perdi para um Xis/Bauru/Sanduiche. No sábado fui palestrar sobre métricas, com uma palestra chamada “Da métrica a diversão“. Os fontes usados como base estão aqui no github.

Em novembro de 2011 estava grande a expectativa pelo Java One Latin America. E quando saiu a lista de palestrantes aceitos, lá estava eu! Tive a oportunidade de falar sobre eXtreme Programming, integração e entrega contínua de produtos. Falei sobre diversos tópicos, sobre a importância de termos feedback do nosso cliente sobre o que está sendo desenvolvido, sobre Lean Startup, sobre práticas do eXtreme Programming e depois mostrei alguns exemplos de como podemos “ganhar” em produtividade de deploy de aplicações. Mostrei um exemplo de script Ant fazendo a automação para deploy de um aplicativo no TomCat 7, rodando antes disto uma série de ferramentas para apoio a automação, com testes e auditoria de código. Em outro exemplo, mostrei um aplicativo feito com Play Framework, fazendo deploy no Heroku. Mais sobre a palestra:

Integração e entrega contínua de produtos? Que venha o eXtreme Programming!

Ser capaz de realizar um deploy de forma contínua não requer apenas habilidades no processo de deploy. E não tem nada a ver com reações rápidas a mudanças ou iterações curtas. Tem a ver com prevenção e aplicação de práticas de engenharia de software efetivas. O objetivo desta palestra é falar como as práticas do eXtreme Programming podem ajudar times Java a alcançarem a qualidade de código necessária para que se possa liberar software em produção de forma contínua e segura. Veremos ferramentas opensource, métricas, automação e riscos minimizados. Com participação da equipe toda e melhoria contínua. Lembre-se: entregar software em produção, para fazer bug fix / patching, não é entrega contínua. É bagunça generalizada, que pode ser evitada.

E para fechar 2011, fizemos a “reativação” do RSJUG, o Grupo de Usuários Java do Rio Grande do Sul. Com o apoio de Leandro Nunes, fizemos um evento fazendo um repeteco da minha palestra do Java One Latin America e depois um bate papo para entender como a comunidade do Rio Grande do Sul pode voltar a fazer eventos e criar novas ações. Fizemos uma relação de atividades que poderão ser desenvolvidas em 2012.

Problemas com o RubyGems… atualizando manualmente para resolver o problema!

Estava com problemas para instalar e usar algumas gems… exemplo criar uma aplicação no heroku.

Tentei a atualização do Rubygems através do:
gem update --system

Não deu certo. Erro neste comando também. Os erros que apareciam para mim eram sobre métodos que não eram encontrados no Rubygems. Estava bem estranho.

Acabei tendo que apelar por atualizar o rubygems manualmente, (a) fazendo o download da última versão, (b) fazendo o unzip do pacote e (c) rodando o setup.rb.

Sobre meu ambiente:
– ruby 1.8.7 (2010-01-10 patchlevel 249) [universal-darwin10.0]
– rubygems agora atualizado, é o 1.8.11.
– Mac OS X

Tudo voltou ao normal, agora funciona o gem update –system e tudo mais. Só que eu não sei qual foi a causa raiz. Se por acaso alguém já passou por algo assim, e descobriu o que causou, quero saber! 🙂

Desconf 2011: porque você precisa ir?

Antes de qualquer coisa, o que é a Desconf?

A @desconf é um espaço que vai reunir 50 palestrantes, que vão fazer palestras de 5 minutos! Os assuntos? Empreendedorismo, design, metodologias ágeis, user experience (ux), inovação, desenvolvimento web, lições de vida, enfim, o que importa é colocar a platéia para pensar!

Durante o Agile Day 2010 eu falei um pouco sobre a Desconf, no caso da edição que estava por chegar.

Mas e trago a pergunta novamente! Porque você deve ir na #desconf?

Motivo 1: porque eu vou! 🙂

Motivo 2: porque você tem algo a dizer. Você tem algo a ensinar. Você tem algo para falar e fazer pessoas pensarem a respeito.

Motivo 3: porque terão open spaces para conversarmos, discutirmos e criarmos mais conhecimento. Certo que vai rolar um sobre Lean Startup!

Motivo 4: porque você poderá praticar habilidades de programação ou de design através de Coding Dojos!

Motivo 5: almoço será pizza, pizza e mais pizzas para a galera poder curtir as atividades no período. É non-stop. Hora de almoço é hora de open space e dojos! E depois certo que vai rolar aquele happy hour para continuar o papo!

Motivo 6: Precisa de mais algum motivo? Se inscreve lá!

Ah, se sua empresa quer ajudar a fazer a diferença, estamos com espaços para patrocinadores!

BABrazil está chegando! 22 a 25 de novembro de 2011

De 22 a 25 de novembro ocorre em Porto Alegre o BABrasil, conferência brasileira sobre análise de negócio. Aqui em Porto Alegre quem tem investido muita energia no assunto é o Luiz Parzianello, parceiro de GUMA-RS/XP-RS de tanto tempo e também fundador e atual presidente do IIBA Porto Alegre.

Eu vou participar do evento, na qualidade de aluno, no curso do Shane Hastie que ocorre nos dias 22 e 23 de novembro. #ficadica para você que estiver em Porto Alegre nestes dias e quer aprender mais sobre análise de negócio.

Empresa muda do eXtreme Programming para o Scrum. Hein?

Como assim? A gente viaja e lê coisas por aí e não vê tudo… não vou citar aqui nome de empresa nem pessoas, mas vou só dar uma opinião sobre o assunto do título.

Continue a ler “Empresa muda do eXtreme Programming para o Scrum. Hein?”