The Developers Conference 2014 – Florianópolis!

Felicidade por poder participar de mais um TDC! Já tive a oportunidade de participar de atividades em 2012 no TDC de Florianópolis (palestrante Agile e Empreendedorismo), e depois em 2013 no TDC São Paulo (Startup Hackaton) e TDC Porto Alegre (Agile, Java, e apoio na organização do TDC)!

E neste ano… vamos de novo!

banner-TDC2014-floripa-250x120Dias 15 a 18 de maio Florianópolis recebe mais uma edição do TDC. Eu chego na cidade para atividades nos dias 17 e 18 de maio! A Wildtech é uma das apoiadoras!

No dia 17, na trilha Agile, estarei palestrando junto com o Dionatan Moura  (RSJUG|PROCERGS).

Desenvolvimento Orgânico de Software com User Stories – Contar histórias é uma forma interessante de engajar leitores em um determinado assunto. Ser capaz de desenvolver software contando histórias é uma forma simples e orgânica de mostrar evolução do conhecimento de um time sobre processos de negócios, envolvendo todo o time através de uma linguagem comum.

User Stories escrevem de um modo ágil os requisitos do usuário no desenvolvimento de software, instigando os valores ágeis num projeto. Mesmo sendo criadas no XP, elas são uma excelente forma de Backlog no Scrum ou Kanban. Elas auxiliam na identificação do valor de negócio dos requisitos e focam-se totalmente no usuário final.

Dicas serão apresentadas para obter boas histórias de usuários. Do outro lado da moeda, bad smells também serão discutidos para evitar problemas em seu uso. [ver slides]

No dia 18, participo de duas atividades. Primeiro uma palestra, na trilha de Management 3.0:

Aprendendo a aprender, autonomia e o desenvolvimento das organizações – Vamos falar sobre ensinar, aprender e como tudo isto está ligado no processo de evolução das organizações e do plano pessoal de quem faz parte das organizações. E como tudo começa na sala de aula, mesmo que não exista uma.

E também no dia 18, estou ajudando a organizar a trilha de Startups! Muito papo sobre empreendedorismo e criação de produtos e serviços. O dia vai terminar com um fishbowl que vou ajudar a facilitar.

Depois disso é voltar para casa e começar uma nova semana com muitas coisas novas para colocar em prática! 🙂

O aprendizado… sempre que possível na prática, ok?

learnersAprender lendo livros é legal. Aprender ouvindo alguém falar é legal. E aprender praticando, ensinando, escrevendo ou colaborando com outras pessoas? Estas podem ser estratégias muito mais efetivas. Temos a chance de sair da imaginação e ter ação!

E o grande problema é que não se precisa de muito para fazer isto acontecer. Podemos buscar oportunidades de praticar conhecimento de diferentes formas. Veja exemplos:

  • Dentro da empresa que trabalhamos, intraempreendendor. Achar oportunidades de melhoria e chances que se tem de exercitar gestão e liderança. E ainda por cima oportunidades de gerar inovação para a empresa.
  • Praticando um esporte ou simplesmente um hobby, que vai permitir desenvolver uma rede de contatos que pode ajudar a gerar novos projetos e outras oportunidades.
  • Estabelecendo um projeto paralelo, empreendendo e colaborando com outras pessoas com a mesma causa.
  • Realizando trabalho voluntário, em alguma organização que possua uma causa e objetivos que fecham com os seus.

Qualquer uma destas opções, entre outras várias, vão gerar oportunidades de prática para assuntos que você quer aprender.

Agora, nota que em todas as opções existe um componente muito forte de interesse. Em todos os casos eu acabo indicando que devemos buscar algo que seja relacionado ao nosso dia a dia. Não ter tempo para se dedicar ao que se quer não é mais suficiente e não é mais aceitável. Podemos adaptar a nossa rotina e criar tempo por menor que seja para conseguir alcançar novos objetivos.

Eu nos últimos anos consegui mudar minha rotina algumas vezes, aprendendo coisas novas, melhorando o meu dia a dia e podendo colocar em prática muito do que ando aprendendo.

Um exemplo simples, é que criei tempo para poder ler um livro por semana. Já estou terminando o quarto livro. Segundo uma pesquisa de 2012, o brasileiro lê em média 4 livros por ano. Eu li em 4 livros em 4 semanas!

Seleção Musical 1/Maio até 4/Maio #SomDoDia

Essa foi a seleção musical (#SomDoDia) da semana:

1/Maio – Nei Lisboa – A vida inteira

1/Maio – Nei Lisboa – Romance

2/Maio – Charlie Brown Jr – Céu Azul

3/Maio – Roy Orbison – I Drove All Night

4/Maio – The Outfield – Your love

Todos os dias, 20h55min, no http://facebook.com/danielwildt, rola o #SomDoDia. Todos os domingos, 21h30min, um resumo da semana com as músicas que foram indicadas.

Mark Cuban – Entrepreneurship talk with Jason

Mark Cuban took the Dallas Mavericks to a new level. He is the Mavs owner since 2000. The team before him had like 40% win/loss percentage and from 2000 on, they improve a lot, going for almost 70% in regular season. Great numbers and one word for that: intensity.

They got into the NBA Finals in 2006 (Heat was champion) and finally had the Championship in 2011 (against Heat) .

Check his interview with Jason Calacanis, not on basketball, but into business and all related to the world of entrepreneurship.

 

Startup and business talk with DHH and Jason

There’s this channel on youtube called This Week in Startups, from Jason Calacanis, where we can check some great interviews and great discussions about business, startups and entrepreneurship.

One of the interviews I liked most are from DHH (David Heinemeier Hansson).

He was on the show back in 2011, great moment!

And he was on the show again back in 2013. They talk about business, 37signals (now basecamp), they talk about remote work (book ahead!). Great talk. Check it out!

Feriado. Tem pensado demais no trabalho? Leia estes livros!

Deixo aqui quatro dicas de livros para você dar uma olhada neste feriado e quem sabe adicionar algum nos seus planos de leitura!

#OcioCriativoDomenico de Masi é o autor. É um dos livros que fizeram eu pensar muito sobre estrutura de trabalho/vida. Fiz um post sobre o assunto falando do conceito, mas ele é muito mais que isto. Certamente uma leitura recomendada.

#4hwwA semana de trabalho de quatro horas. Tim Ferriss. Definir um estilo de vida é algo. É um exercício muito legal. Trabalhar naquilo que se gosta, com o que se quer. Falando sobre este assunto, eu estou montando um livro com as minhas experiências e dicas sobre gestão de tempo e busca por um estilo de vida. Dá uma olhada no Viva Seu Tempo, meu novo livro, e baixa um dos capítulos em formato PDF, gratuitamente!

#rework – A galera da Basecamp (antiga 37SignalsJason Fried e DHH) sempre tem umas dicas legais. Dá uma olhada no site e no livro da Amazon. A leitura é muito leve e boa para quem quer praticar o inglês.

#7DayWeekendRicardo Semler. Este livro Seven Day Weekend é um livro muito interessante e uma leitura muito boa para quem está querendo ler livros em inglês. Se você preferir livros em Português do Semler, busque Você Está Louco, Virando a Própria Mesa, ou até mesmo o Escola Sem Sala de Aula que é um baita livro sobre educação e a preocupação que temos que ter não só para as escolas mas para todo o processo de aprendizado nas empresas.

Boa diversão!

Palestra: aprendendo a aprender, autonomia e o desenvolvimento de organizações

Esta é a palestra que fiz na Faculdade Senac Porto Alegre sábado, 26 de abril, falando sobre “aprender”. A descrição base dela era esta:

Vamos falar sobre ensinar, aprender e como tudo isto está ligado no processo de evolução das organizações e do plano pessoal de quem faz parte das organizações. E como tudo começa na sala de aula, mesmo que não exista uma.

Isto vai falar para o aprender no nosso dia a dia, para um adulto ou criança que está em busca da sua autonomia, e passando por processos de mudança, do aprendizado no nós, e também no Eu. Principalmente, vejo uma busca por progresso e a eterna luta contra medo, falha e outras coisas que podem mas não devem nos travar. E por isto a importância dos processos de mudanças que temos pela nossa frente, que nos permitem evoluir e refletir de forma constante. A humildade de viver em eterno aprendizado acho que é um processo interessante. De buscar uma identidade e cultura em cada grupo que temos a oportunidade de conviver. Até encontrar nossa identidade. E começar um novo processo de aprendizado, progresso, mudança e novas descobertas.

20140426-082324.jpg

Se interessou? Quer saber mais sobre este assunto? Se liga nesta aula que estamos montando na Wildtech, a MÉRITO. Estas constatações estão sendo juntadas todas para esta aula. Quer levar esta discussão para tornar sua empresa uma organização em eterno aprendizado?

Melhoria contínua e autonomia acontecem, mas existem alguns fatores que promovem este processo e o desenvolvimento das pessoas. E por consequência, das organizações que fazem parte. 🙂

 

Um livro por semana? Vamos tentar então!

Estava com alguns pontos para tratar:

  • Para se escrever é preciso ler. É preciso interagir, conversar com outras pessoas, trocar ideias, mas para interagir é preciso conteúdo, então é preciso aprender de alguma forma.
  • Eu quero ler, tenho muitos assuntos para estudo
  • Preciso de um jeito para organizar as leituras
  • Solução: criar tempo e ritmo!

Eu coloquei como meta usar 30-60mins do meu dia para ler. Esta leitura é de algum livro que está na minha fila de leituras, que vem crescendo e quero tratar isto. O tempo total de leitura vai depender do momento do dia, e principalmente do sono se for escolhido o período noturno para a atividade. 🙂

O primeiro livro escolhido foi o Escola Sem Sala de Aula, que comprei principalmente pela presença do Ricardo Semler e sobre uma conversa relacionada a Lumiar. Estou  aprendendo bastante sobre justamente o “aprender” e formas de aprender. Estou sendo uma cobaia neste momento. E estou me divertindo.

Terminei o livro dentro do prazo de uma semana, e já comecei outro. O livro da vez é uma releitura, do Paulo Freire, chamado Pedagogia da Autonomia.

Em breve sai um post específico sobre cada leitura e alguns insights e conteúdos relacionados!

Três dicas na produção de conteúdo!

Eu tenho estudado mais e mais sobre marketing e sobre processos de criação de conteúdo. Eu quero criar conteúdo que tenha valor para quem me acompanha nos blogs que escrevo e redes sociais. Separei três dicas.

1) Tenha um ritmo de publicação e momentos para reflexão!

Eu já fiz alguns testes no passado, de publicar um post por dia, mas naquela ocasião a publicação se tornou uma obrigação e não foi legal. Acabei depois deste processo ficando sem publicar coisas por mais de um mês. Depois comecei a retomar e vi que poderia publicar a cada três dias, mas de vez em quando eu falhava. Eu não tinha um ritmo. E este ritmo é igual ao que temos no nosso dia a dia de trabalho, onde queremos entregar valor para quem trabalha conosco.

O que comecei a notar não era que eu simplesmente falhava em publicar conteúdo novo. Eu não tinha tempo! 🙂 Só que não existe isto de não termos tempo. Existe não priorizarmos. E neste caso eu estava tirando do meu dia um momento de validar os meus aprendizados. Do que adianta aprender, aplicar se não é possível refletir sobre o que se aprendeu, sobre o que se aplicou e entender as relações deste aprendizado com outras áreas da nossa vida?

Em 2013 eu comecei a tocar alguns projetos de escrita mais contínua. Fiz um livro de poemas (baixe gratuito). E junto com este comecei a montar material para um outro livro, sobre estilo de vida, gestão de tempo e outros assuntos que me ajudam muito a tocar a minha vida.

Na metade do mês de abril, mais exatamente dia 17 de abril, eu comecei a publicar conteúdo no blog novamente, mas o que acontece de diferente agora é que desde o ano passado, eu criei um espaço no meu dia para pensar sobre meus aprendizados ou sobre novas sacadas de coisas que aprendi em dias anteriores e que “fizeram sentido” agora. O que tem feito a diferença é ter criado este momento de reflexão, onde eu ganho a chance de escrever.

E importante! Não é necessário ter este momento de publicação todos os dias. Você pode em uma hora de espaço de escrita fazer três ou quatro posts sobre assuntos de interesse, e usar a função de agendamento do blog para fazer os posts entrarem em datas e horários que sejam de acordo com o ritmo que você quer criar. 🙂

2) Crie conteúdo de valor, alinhado com o seu posicionamento nas redes sociais

Cada rede social tem um objetivo. Você precisa se posicionar e entender como quer estar em cada canal. Seu público espera isto. Se você quer compartilhar vídeos engraçados, seu público vai buscar o seu conteúdo por isto, justamente porque você pode ser reconhecido por compartilhar vídeos realmente engraçados.

Existem alguns aplicativos, exemplo Klout,  que ajudam a entender onde estamos sendo relevantes, com base no feedback que temos do nosso público. São aplicativos que ajudam a criar uma noção sobre quais assuntos estão sendo mais úteis para publicação no contexto em que estamos. Aqui uma palavra muito importante, criar contexto. E com isto quero dizer que você não precisa ficar fixo em determinados assuntos. Justamente publicar coisas diferentes pode ajudar a fazer novas conexões e ter mais pessoas tendo acesso ao conteúdo que é gerado.

Sobre o criar conteúdo de valor, aqui vai de você publicar apresentações que tem feito, e de entregar assuntos que são do interesse do público. Mande o seu melhor, não seja superficial quando publicar conteúdo. O fato de você publicar algum segredo, não faz o seu público fugir de algum treinamento que esteja sendo oferecido. Justamente acontece o contrário. As pessoas se interessam e querem participar de ações que você faz parte. Acho que o ponto aqui é não ter medo de inovar. E não ter medo de testar o conteúdo do que pode se tornar um curso novo ou um novo livro ou algum artigo mais aprofundado.

A criação de conteúdo de valor também está relacionado ao processo de produção do conteúdo. O estilo de apresentações que usamos, as características visuais, tudo isto faz parte deste processo. E não tenha dúvidas, para melhorar a apresentação e o conteúdo, precisamos praticar, receber feedbacks, e tentar estratégias diferentes.

3) Teste o uso de vídeos! 

Ter conteúdo em vídeo ajuda a criar relacionamento com a comunidade que assiste você. Eu estou tendo a oportunidade de gravar alguns vídeos e eles tem me ajudado e muito a conhecer mais do mercado. Um dos vídeos que fiz sobre desenvolvimento de modelos de negócios tiveram acessos bem legais e esta ação me ajudou a criar oportunidades de palestras e entrevistas por aí.

Então não tem jeito, temos que praticar e buscar capacitação para a criação e edição de vídeos. Isto vai desde canais como Wistia com dicas muito legais para montar a iluminação para gravação.

Resumindo!?

Eu pretendo fazer um post por dia aqui no blog, incluindo finais de semana, com alguma coisa que aprendi, e espero que este conteúdo seja de interesse seu.

O mais importante é que estarei testando mídias e estratégias diferentes para ver qual forma de conteúdo pode ser mais efetiva. Vou acabar indicando para você outros canais que escrevo, mas pode ter certeza. Aqui sempre vai ter conteúdo novo ou conteúdo que eu acabei lendo novamente e que vejo como valiosa a releitura.

Pedido! E se você tem interesse que eu publique sobre algum determinado assunto, pode deixar um comentário por aqui ou fazer contato por alguma rede social, que certamente vou mandar minha opinião e dicas, se o assunto em questão estiver no meu posicionamento, claro. 🙂

— Daniel Wildt