Depois das regras, a hora de contribuir

A gente fica tempo demais ensinando processos e regras para quem trabalha e convive conosco. Não vá ali, preencha isto, deixe este tipo de material aqui, cuidado quando for lá, não faça isso agora, faça isso deste jeito aqui, melhore aquilo, e por aí vai. 

Quando você chegar lá, como vai ser?

Este tipo de pergunta pode funcionar como processo de engenharia reversa quando estamos pensando em um objetivo. Lembro de uma pergunta clássica quando estou conversando com alguém e pergunto sobre algo e a pessoa diz: não sei. A próxima pergunta que faço é: e se você soubesse como seria?

Escrever é uma linha reta?

Vai lá e escreve. O Tim Urban fez um post desenhando o processo de escrita dele, e lá pelas tantas ele lembra que na época que terminou a faculdade, pensou que nunca mais teria que escrever nada. Agora isto faz parte do dia a dia dele, na verdade virou o próprio trabalho. E confesso que eu pensavaContinue a ler “Escrever é uma linha reta?”

Cuidando das interrupções “sociais”. :)

Um dos desafios na busca pelo inbox zero é entender quais são estas caixas que precisamos monitorar e gerar acompanhamento. Quando recebo uma mensagem pelo facebook, a resposta é imediata ou não? Qual o nível de alerta que você mantém para o whatsapp ou skype?

Mandar conteúdo específico na lista de emails?

Algumas pessoas me procuraram para saber porque eu estou fazendo isto agora, de mandar algumas mensagens só para quem está na minha lista. A linha que veio foi algo como: “Simplifica, coloca tudo no blog e pronto”! O Gary Vaynerchuk fala uma coisa que eu tenho acreditado cada vez mais.

Aprendizado, engajamento e identidades – Conversa com Marco Enes

O Marco Enes é um amigo e profissional que conheço faz algum tempo, que já participou de muitos projetos legais e faz coisas mais legais ainda! Fiz uma conversa com ele sobre trabalho em equipe, sobre identidades e engajamento. Assiste aí! 🙂