Eu tenho um padrão para criar projetos paralelos. Quer criar um? Olha como faço para preparar os meus.

E de nenhuma forma isso é algo parecido com uma bala de prata. É a forma como eu me organizo para criar um projeto paralelo. É resultado do entendimento que tenho dos padrões que reconheci ao longo dos anos de todos projetos que participei, todos projetos que coloquei energia.

Seja uma pessoa de mais “acabativa” do que de iniciativa! Será? E quem inicia? Quem cria?

Essa é uma frase clássica, de não ser uma “pessoa de muita iniciativa e pouca acabativa“. Que muitas pessoas iniciam coisas e não terminam. Que estas pessoas precisam atuar nestes “pontos fracos”! O que significa “acabativa” para os padrões corporativos (industriais e exploratórios) do trabalho no Brasil? Aqui começam os problemas. O primeiro de todos:Continue a ler “Seja uma pessoa de mais “acabativa” do que de iniciativa! Será? E quem inicia? Quem cria?”

Se eu pudesse eu não faria nada, nem esse post. Certo, mas esse eu fiz.

Você já teve estes momentos de pensar em “se eu pudesse“? Eu estava ouvindo Wander Wildner e parei pensando na frase. Pensei também o que nos impede muitas vezes. O pensamento de outras pessoas aparece em muitas conversas que tenho sobre este assunto. A decisão nunca é organizada, é sempre subjetiva no impacto que outrasContinue a ler “Se eu pudesse eu não faria nada, nem esse post. Certo, mas esse eu fiz.”

Os dois minutos e a pessoa otimista… não subestime o tempo para iniciar e fechar uma tarefa de “dois minutos”.

No GTD (Getting Things Done) tem um lance do workflow sobre o que fazer quando uma tarefa aparece na sua frente e ela demora 2 minutos. Essa técnica é tida como uma bala de prata por muitos “gurus da produtividade“, em seus blog posts de topo de funil para converter galera nos seus serviços. ServeContinue a ler “Os dois minutos e a pessoa otimista… não subestime o tempo para iniciar e fechar uma tarefa de “dois minutos”.”

Interdependente. Ou a importância do “nós”.

Tem muita coisa que eu faço que só depende de mim e precisa atender somente a mim. Esta escrita aqui por exemplo, é um caso. Eu escrevo para praticar e deixo pro mundo, para o caso de ressoar para alguém. Não tenho uma necessidade de conexão ou que você goste do que eu escrevo. NemContinue a ler “Interdependente. Ou a importância do “nós”.”

[BAIT] O CURSO PRO SUCESSO NA AGILIDADE :P

OMG! Pode ter certeza! SQN. 😀Pensei em um curso que garante sabe o que para a sua carreira? NADA! Tem gente que vai comprar pela quantidade de provas sociais e de pessoas que tiveram sucesso a partir dele e pelos gatilhos de urgência. Ou pelo FOMO (Fear of Missing Out). E depois você não vaiContinue a ler “[BAIT] O CURSO PRO SUCESSO NA AGILIDADE :P”