Suposições e o conveniente

Quando eu tenho suposições, posso ir por dois caminhos. Abrir para perguntas ou aceitar que isso pode ser verdade, até que se prove o contrário.

Uma suposição pode ser conveniente. Eu trago algo como suposição por não querer gastar o tempo necessário caso eu classifique como uma real dúvida. E não tenho nada a não ser histórias e opiniões para chamar de certeza.

É parecido com a discussão entre o mentir e o omitir. Eu não te falo algo pois suponho que não vai dar problema ou classifico como algo que você não precisa saber. Não é que eu menti, eu só escolhi não falar. Ao longo da vida a gente vai aprendendo o quanto é importante estabelecer significado de transparência com as pessoas e equipes que nos relacionamos. E claro, se vai tratar de transparência lembra de trazer abertura para o jogo.

Conveniência não pode estar operando em lugares que deveríamos estar tratando de riscos e priorização do que tem valor. Falar que tem o cliente no centro inclui realmente colocar o cliente no centro. Inclui trazer práticas de pesquisa, de tomada de decisão.

— Daniel Wildt

Este conteúdo fez sentido para você? Você pode apoiar e acompanhar meu processo de criação de conteúdo mais de perto! Apoiando financeiramente você pode participa da comunidade e recebe antes as entregas que realizo no projeto “A filosofia da tranquilidade”. Acesse apoia.se/dwildt e entenda sobre valores e entregas!

Publicado por dwildt

Empreendedor / Desenvolvedor de Software / Mentor / Agilista / Escritor.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: