Vai, do que jeito que precisar. Se for o caso, começa pelo fim.

Sabe aquela frase, se tiver medo, vai com medo mesmo? Tem vezes que uns projetos meio que nos travam e em dado momento a gente precisa dar um passo meio sem saber se vai ter onde pisar. Salto de fé, como dizem.

Tem gente que fala que a gente não deve contar dos nossos planos, pois eles perdem força. Eu tenho notado que o fato de escrever e publicar diariamente, me gera mais força. De algum modo, escrevo minhas inquietações, e ressoa com as inquietações de outras pessoas.

A relação é com a prática, com o fazer.

Tem gente que curte educação, compartilhar conhecimento, aprender. Tem gente que curte outras coisas. Curte fazer música, ou curte o processo musical. Tem gente que curte fazer código. Tem gente que curte fazer arte. O fato é que você curte alguma coisa.

E por vezes a gente fica esperando. O momento certo. O passo exato. A hora perfeita. Permissão. De algum lugar incerto. Do lugar perfeito.

E essa permissão por vezes nunca chega, pois sempre tem algo imperfeito. Sempre tem algo faltando.

E aí entra aquele princípio, que vem do estoicismo, que a gente não controla o que pode acontecer conosco, mas a gente controla o que acontece a partir do momento que algo acontece.

E o momento é este. De celebrar, ao tempo que é o início de um novo processo, que envolve fazer e envolve preparar uma entrega, e também formar uma nova comunidade. Todos projetos que tenho envolvem alguma comunidade.

Hoje eu lancei um projeto. E faltavam algumas coisas para pensar e para argumentar. Então o que eu fiz. Gravei um vídeo, e depois terminei o texto para fechar com as ideias que falei no vídeo, ao vivo. 😀

E como todo fim gera um novo começo, assim foi com esse projeto. Terminei de escrever e agora ele foi pra rua. E um novo começa, com novas descobertas, abrindo espaço para novas entregas.

— Daniel Wildt

Extra: hora para celebrar e dar boas vindas para um projeto novo. Aquele Princípio. Neste post. Tudo certo. 😀

Acompanhe minha jornada de conteúdo, participando das entregas do projeto de crowdfunding “A filosofia da tranquilidade”, lá no apoia.se/dwildt.

Publicado por dwildt

Empreendedor / Desenvolvedor de Software / Mentor / Agilista / Escritor.

2 opiniões sobre “Vai, do que jeito que precisar. Se for o caso, começa pelo fim.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: