Sabe o que é de bom tom? Que você cuide da sua própria vida!

Calma, que isso não é uma indireta. É mais simples. 😀

Pensa na complexidade de ficar tentando pensar o que está dentro da cabeça de outras pessoas e entender como você pode controlar o que elas pensam e falam e fazem. Não acontece.

Pessoas não aprendem quando você quer, elas aprendem quando elas querem. Elas aprendem quando elas chegam em algum obstáculo onde lembram de algumas lições do passado. E não espere que elas te agradeçam sobre o que você tentou ensinar. Use o pay it forward sempre na hora de ensinar. Não espere nada de volta.

Em um dado momento uma pessoa muito próxima de mim estava com dificuldade sobre um assunto, em uma pesquisa sobre tempo e organização. Digamos que eu tenho “alguns” materiais sobre isso e ajudei muita gente neste trabalho de organização. Principalmente, eu me ajudo estudando e praticando diversas coisas que depois documento e compartilho.

Bom, depois de diversas tentativas tentando ajudar a pessoa, e marcando no meu journal frustração por dois dias seguidos, pela minha incapacidade / impotência de ajudar em um assunto que eu me considero especialista, eu desisti. Isso virou assunto de terapia. E eu reencontrei um padrão de expectativa que desenvolvi no passado, que foi parte do que me fez desistir da carreira de professor em dado momento da vida.

Como terminou aquela história ali? A pessoa resolveu buscar no youtube o assunto, decidindo que a ferramenta sim saberia dizer o melhor sobre o assunto de pesquisa. Acerta aí qual foi o primeiro vídeo que aparece recomendado para ela? Aí nóis FOMO pra galera… confesso que não me segurei! 😀

O lance aqui é trazer para o que está no nosso controle. E o que está no nosso controle é a temperança, é a nossa capacidade de cuidar daquilo que vivemos e estamos vivendo no presente. De como respondemos. De como cuidamos do que sentimos.

Só de cuidar da nossa vida, já dá um trabalho forte e diário! Dá muito trabalho cuidar do que a gente faz. E se você resolver amparar pessoas garanta que você tem uma rede para cuidar de você também.

— Daniel Wildt

Extra: Deixa um like na arte que fiz no meu instagram no post sobre este post? 😀

Extra 2: o de bom tom é da artista Ilana Kaplan. Se você ainda não viu os vídeos dela, é de bom tom assistir.

Se você quer acompanhar minha jornada de conteúdo, participa do projeto de crowdfunding “A filosofia da tranquilidade”, lá no apoia.se/dwildt.

Publicado por dwildt

Empreendedor / Desenvolvedor de Software / Mentor / Agilista / Escritor.

2 opiniões sobre “Sabe o que é de bom tom? Que você cuide da sua própria vida!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: