Procurando trabalho. Quais são os seus critérios?

Eu gosto muito do termo trabalhabilidade, pensando em habilidades que desenvolvemos e que podemos colocar disponíveis para projetos e locais que a gente atua.

Agora, quando você está buscando um novo projeto ou empresa para atuar, quais são os seus critérios?

Já discuti sobre como deveríamos garantir que uma entrevista de emprego seja uma conversa. Lembro sempre de experiências trazendo a galera pra trabalhar, gravado em um podcast de 2011 (ttlabs podcast). Mais recentemente no maisdev fizemos algumas conversas sobre como cuidar de processos seletivos e também sobre recrutamento em tecnologia.

E veio uma ideia de falarmos no maisdev sobre o que deveríamos cuidar quando estamos procurando um novo projeto ou empresa. Quais poderiam ser os critérios? E considero estes critérios como forma também de validar se você deve seguir no papel que está e também seguir na empresa onde está.

Penso muito nos sinais, e por vezes o piloto automático impede de visualizar. Por vezes estamos imersos em problemas e longe da realidade que pode estar na nossa frente.

Para isso eu tenho meu hábito de escrita mais e mais presente. A partir disso tenho a capacidade de refletir quase que diariamente sobre o que acontece comigo e sobre o que estou vivendo.

Escrevi recentemente sobre um local que existe, que pode ter muitas coisas legais, mas precisa também responder sobre questões ligadas com segurança psicológica, que permite que você converse sobre o que estiver importando naquele momento. Não é só de questões técnicas que uma empresa vive. É de um conjunto de pessoas. E estas pessoas que são capazes de transformar ou de tornar o lugar tóxico.

No início da minha carreira acho que as escolhas eram muito em cima de oportunidades e indicações. Acho que procurei pouco e por vezes acabei encontrando oportunidades a partir de outras coisas que estava buscando, puro acaso.

Hoje em dia, 2021, vivemos um mundo cheio de oportunidades. É só olhar pro lado e entender os seus critérios para poder escolher empresas e decidir onde dedicar sua energia. Garanta que você está entrevistando a empresa também. Pensei em algumas perguntas:

  • Como você vai seguir aprendendo dentro da empresa? Quais espaços para desenvolvimento interno existem?
  • Você vai poder desenvolver papéis diferentes dentro das equipes? E a resposta não pode ser um “só depende de você”. Entenda quais são os pontos de apoio e colaboração existentes.
  • Quem ajuda você em caso de dificuldades?
  • Como a equipe aprende em conjunto?
  • Existe uma base de conhecimento interna? Como a equipe troca informações sobre o que está estudando?
  • Quais são as principais tecnologias existentes? Qual foi a última tecnologia adicionada no projeto?
  • Estratégias para priorização do trabalho.
  • Formas de documentar o trabalho feito e acompanhar o trabalho. Ferramentas existentes para a gestão dos projetos e produtos.

Quais são as suas perguntas? Deixo para você pensar por aí.

— Daniel Wildt

Extra: sobre trabalhabilidade.

Publicado por dwildt

Empreendedor / Desenvolvedor de Software / Mentor / Agilista / Escritor.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: