Como você aprende?

A gente pode se preocupar muito com estruturas de ensino. E eu me pego fazendo análises e perguntas quando estou facilitando turmas de treinamento e pensando em com posso ensinar diferentes assuntos para quem está comigo. Perguntas, diagramas, falas, espaços para troca de ideias, uso do chat, boards abertos para escrita de ideias? 

Todas são opções possíveis, mas novamente isso trata sobre estratégias de ensino. 

E como você aprende? É diferente da pergunta de como eu posso ensinar. 

Continue a ler “Como você aprende?”

Thoughts on software delivery

… or the fear inside teams when we are thinking about a deploy.

I know code quality is 110% important, the ability to read code and how to make easier to the next person working on the code.

But when I think about software delivery I remember a basketball coach I had. He said something like “look at the rim always, attack the basket”. He said that when we were too focused on passing the ball without looking at the basket for a possibility to score.

With that being said:

Continue a ler “Thoughts on software delivery”

Muddling up life goals… please don’t.

I will do whatever comes up. Can you think about that? But how is the sound of letting anything set your focus to who knows where?

I believe doing nothing is more difficult than doing anything. Can you take responsibility and do nothing for a day, a week, a month? When I’m saying do nothing, I mean doing just what is already there. Meetings, activities, something you have to deliver.

But when I do nothing, I can see the noise going away. I’m able to start looking at me, about the way I breathe. I start to see some cracks when I look at a specific project.

Continue a ler “Muddling up life goals… please don’t.”

Produzindo 64 conteúdos por dia. Tentativa 1, falhei, mas aprendi muito! :D

Eu falhei tentando publicar 64 conteúdos por dia.
Como se fala no Sul, “errei às ganha”! 😄

E foi muito importante ter falhado. Eu acabei descobrindo alguns padrões interessantes, novas editorias de conteúdo e publiquei muito material neste caminho.

Continue a ler “Produzindo 64 conteúdos por dia. Tentativa 1, falhei, mas aprendi muito! :D”

Para quedas, ou quando você cair…

Toda vez que eu caía, tentava me levantar rápido pra ninguém ver. Aos 7 anos tive uma queda de bicicleta que eu não consegui me levantar. Aos 13 meu joelho saiu do lugar pela primeira vez. Aos 15 torci o pé, rompendo ligamentos. A dor é incrivelmente forte.

Continue a ler “Para quedas, ou quando você cair…”

Branch padrão para novos repositórios no github.

Já fizemos uma conversa aqui sobre porque você deveria trocar o branch dos repositórios de master para main ou trunk ou qualquer outro nome.

E logo depois de eu fazer o post, criei um novo repositório e lá me aparece o branch master novamente.

Continue a ler “Branch padrão para novos repositórios no github.”

Eu faço para?

Eu vejo pessoa fazendo coisas para provar que alguém está errado. 
Eu vejo pessoa fazendo coisas para buscar aprovação externa. 
Eu me olho no espelho. Eu me vejo. 
A primeira vez que percebi foi em 2001. Eu tinha 22 anos. 
Maldito e bendito número 22. Como está você? Passei a te reconhecer e te aceitar. 

Nesta consciência comecei a encontrar leituras ligadas ao estoicismo, poesia, e começando a entender melhor como eu poderia fazer coisas que fazem sentido para mim. Dentro do que eu acredito. O que eu acredito? Não era o que eu via no dia a dia. E agora? 

Continue a ler “Eu faço para?”

Por vezes o parar de fazer é mudar o jeito de fazer.

Quando você pensa em parar de fazer o que está fazendo, pensando que isso pode ser deixar um projeto, deixar uma empresa, deixar um negócio.

Você faz reflexões e atua preventivamente, ou deixa o copo transbordar e mal consegue olhar pra frente?

Continue a ler “Por vezes o parar de fazer é mudar o jeito de fazer.”

Perguntas, perguntas, perguntas

O que gostaria de aprender? Quem pode ensinar os primeiros passos? Quem está praticando que pode compartilhar lições e aprendizados para quem está chegando?

Esta estrutura de perguntas está comigo quando estou iniciando uma jornada de aprender algo novo. E tudo isso pode acontecer em modo solo, consumindo material disponível em texto, vídeo e áudio na internet.

Continue a ler “Perguntas, perguntas, perguntas”